Total de visualizações de página

segunda-feira, setembro 01, 2008

Subversivo foi tudo o que eu vi

Subverter: sub.ver.ter (lat subvertere) 1Revolver de baixo para cima; arruinar, derribar, desordenar, perturbar, transtornar: 2Sofrer destruição; arruinar-se: 3Afundar-se nas águas; submergir-se: 4Fazer soçobrar; afundar: 5Arrastar ou levar, ao afundar-se: 6Aliciar para idéias ou atos subversivos; revolucionar: 7Perverter(-se): Subverter os costumes, os hábitos, os usos. 8Desaparecer, sumir-se:

Manaus – AM. Permitindo a derivação do verbo, fica livre a escolha em algumas definições sobre a palavra, a expressão, o adjetivo que seguramente pode esclarecer a sensação de quem assistiu ao subversivo show da banda Several no ultimo sábado no bar N’vezes

Com dez anos de estrada a banda acabara de lançar o mais novo álbum, e os quatro músicos altamente sincronizados já provaram que o ‘Carma’ é sim um CD que veio impregnar-se na mente de cada roqueiro manauara.

Já estava guardando as palavras desde que ouvi pela primeira vez, as canções da banda que ainda faz historia. E não na primeira apresentação ao vivo das novas músicas não se meteu a fazer feio.

No literal calor daquela noite de sábado o imperativo das palavras narradas em arranjos harmoniosos reluziu deixando difícil arriscar que alguém queria encontrar ‘o amanhecer’.

Em alguns meses de lançamento do CD, grande parte do público que assistira ao espetáculo já cantarolava as músicas com sorrisos estampados nos rostos e a sutil sensação de que o rock local estava carente e havia salvação.

Por diversas vezes fechei os olhos e assumi para mim mesma que era possível fazer ao vivo aquilo soava tão complexo. O melhor era a garantia de grande parte daqueles que ali estavam saíram de suas caras puramente para ouvir um som próprio de qualidade.

Fica aí o peteleco no cérebro daqueles que saem todos os fins de semana a fim de ouvir unicamente música cover e ainda paga caro por isso. Os meus seis reais foram extremamente bem investidos numa agradabilíssima noite.

Nota: 9


Ps: Ai que saudade que eu estava do N’vezes. Adorei a reforma faltou só reforçar no estoque da cerveja!)