Total de visualizações de página

domingo, dezembro 31, 2006

I’m very well [*interna e antiga]

O que será que eu tô construindo nessa minha vida?

É minha filha, você já vai completar 2 décadas de vida e qual o proveito disso?

Faço faculdade (opa já faço parte da seleta categoria da população com acesso ensino superior) de jornalismo (profissão tal que na cidade em que vivo a maioria dos “profissionais” são medíocres *interna e vendidos).

Faço cinema, mesmo não tendo equipamento necessário, grana, apoio institucionais, profissionais qualificados e nem sequer uma boa ‘sala’ para servir de laboratório.

Já fui catequista, hoje só vou à missa em ocasiões mais do que especiais (por que as especiais eu sempre falto =/)

Já fui voluntária em uma casa de crianças com HIV, mas faz tanto tempo que eu não apreço que é bem provável que as crianças atenham esquecido da minha cara. (isso se elas ainda estiverem vivas...)

Sou adepta das artes, gosto de ir ao teatro mas sempre falto às peças dos meus amigos né Taciano?, sem falar da fotografia, o Raphael seeeempre me convida para as exposições e naaada de Renata.

Quanto a musica, essa sim!! Ou não? Tenho uma guitarra há 2 anos e não sei tocar, mas agora a partir de 2007 as coisas vão andar pra frente, aguarde uma banda de rock. Chega de indiemtv!

E lá se vai a virgindade...

Como alguns já sabem, virgindade pra mim nunca foi um tabu (como diria sr. Jose Arnold César)

Sempre acreditei que “se o cara só quer te comer, dá logo, pelo menos poupa tempo”

Literalmente isso quase não funcionou exceto a primeira...aff primeira...

Antigamente (a velha falando hein?) eu dizia que ia perder a virgindade só depois dos 19 anos.

A cá estou eu com de 19 e lá se foi a tal virgindade há muito tempo...

Sem contar que é leseira o cara pirar pra tirar o cabaço da menina, afinal de contas o 1o. é o que faz o trabalho “sujo” e doloroso sem contar que tem a lenta do “amor de p**” é que fica” hahaha sempre gostei desse trocadilho!

Agora já foi, não tem papai nem mamãe que vá correr atrás como diria eu mesma (não nessas ocasiões) agora ‘arregaça a bagaça’

Confesso que não me arrependo do que eu fiz naquele dia, não sei se faria de novo, talvez eu deveria ter bebido menos pra me lembrar de mais detalhes...


Eidagaraihh!

O cu é o cabaço eterno!

Ainda com esses pensamentos sexuais diante de uma insônia inexplicada fiquei pensando cá com meus botões a importância e a valorização do sexo anal. Não que eu tenha feito um levantamento do preço nos anos (anh? Anh?) passados mas só agora esses assuntos fazem parte da minha singela vida.

Por mais que todas já estejam carecas de saber, qual o meu posicionamento moral a respeito da virgindade para uma adolescente apesar de não ter conhecido ninguém que tenha fornecido na primeira vez (pra num falar ‘dado’) para um amigo/ficante e pela primeira vez com o pensamento “pelo menos ele num vai me comer e vai embora”.

Pode até ser considerado fácil em algumas proporções porem quando as coisas vão caminhando para assuntos, posteriores (hahaha) tudo vai mudando de figura, calma lá, aí não é assim bagunçado!

Mesmo sabendo que há um monte dessas que dão o cu pra não perder o cabaço ou como diria o eterno joselito Saulo ‘cabeção’ Veiga dão o cu pra não gastar a pi** podem ser considerados exceção.

Conheço gente que na falta de grana, fornece no dia dês namorados, por exemplo, ou no aniversário dele ou como gratificação, congratulações... Já consigo até visualizar um diálogo:

“Parabéns amor, vc se formou, hoje você pode me comer por trás!”.

QUE BIZARRO!

PS – o que será que o homem pode fazer pra conseguir um tutuzinho?

E se a cama quebrar?

Sem quase a metade dos parafusos

Barulhenta

Velha

Balançando

O peso é duplo

A velocidade continua

Vai aumentando

Aumentando

O som é uma sinfonia

Gemido

Respiração ofegante

Lambidas

Grunidos

Sussurros

barulho

Intenso

Aumenta

Não pára

Balançando

Continua

Vai cair

Vai quebrar

Não agüento

Aaaaaaaaaaaahhhhh!

quinta-feira, dezembro 21, 2006

fim de ano. bla bla bla!

Sem nenhum texto pronto.. resolvi escrever nisso aqui um pouquinho. Com algum assuntos emmentes.. nem um especifico..e como boa jornalista, começo por o mais importante, e como jornalista boa, o assunto que vem do meu interesse... bad joke =/ enfim.. digo-lhes a todos heheh que passei de ano, quer dizer eu acho.. o resultado da prova final ainda não saiu mas espero ter acertado no mínimo duas, esse período foi bem escroto.. muita coisa aconteceu.. muita coisa mesmo, não vou nem numera-las aqui para os pensamentos não rasgarem aqui dentro da minha cabecinha.. a gente ai crescendo tendo que passar por cada coisa neam..nao que eu queria fazer um discurso batido de tipo 'ah o tempo passa rápido e tals', mas quando eu era menos, não acontecia mt coisa, hehehe nao aproveitáveis, na maioria das vezes 'era leseira', e hoje.. pode até ser que seja leseira, que as pessoas nao me levem a serio, enfim.. quem se importa? pelo menos nao to pagando alguem que eu nao sou, to vivendo tranquila.. sem nenhum peso na consciencia!

aff to com preguiça de escrever..
deixa pra la..
depois eu termino essa porra!..
ahhaha

whatever

Ah ja falei pra vcs do blog da faculdade que eu criei? na verdade era pra fazerummeio de comunicacao comunitaria, a gente nao manja (mais) de quaker pra diagramar umjornal impresso nem tem dinheiro pra imprimir, tbm nao tem equipamento de radio.. o que vamos fazer? um blog.. a comunicacao via web aquelaque tacrescendo cada vez mais a cada segundo.. ehehh eureka! a minha amiga Rosa que manja tuuuuuuuuudo de html me ajudou com o blog que se chama Observatório do Leste entrem leiam e comentem!

beijos a todos!


segunda-feira, dezembro 04, 2006

Como as lembranças são....

Escrito na manha de 21 de janeiro de 2005 - Niver da Érika

É incrivel como a cabeça das pessoas conseguem armazenas coisas por tanto tempo e coisas tão difrentes...nao to falando das lembranças que a gente tem quando era pequeno mas vou citar o que tá acontecendo comigo ultimamente, nao tô na minha cidade, to em boa vista mas sempre to lemrando dos meus amigos de manaus, tipo nao consigo ouvir o "vuuuuum...!" da bateria do celular tocar e nao lembrar do marcel, ouvir a palavra "cachorro quente" e nao lembrar do hifi, meu deus caralho e abertura do "senhora do destino'' e nao lembrar do dibo as musicas "tome quer quer!!!" ou "botar pressao mamae" e nao lembrar do nandinho ou do prainha, e agora na malhacao de vez enquando sai um "eh mt cara de pau" UAuhaU e impossivelnaolembrar dos meus amigos nancy e casinha (pra nao falar outra pessoa), ouvir "vai ter festa no meu ap" e o Ridrigo nao vir a cabela e o chero de fahrenheit e nao lembrar da camila se eu colocar todos a tinta da caneta vai pro espaço.. mas como eu posso assimilar com tanta natularidade um somou um cheiro e relacionar uma pessoa.

Assim mostra que mesmo distantes as pessoas importantes mantem como presença super significativa na minha vida. Hoje é aniversario da Érika e claro, todo mundo sabe o meu sentimento sobre ela,e apesar de fazer 2 anos que a gente nao se via a intimidade e as lembranças ainda continuam e do jeito que eu me conheco vai durar por muito tempo. Tô com muita saudade de casa, to com saudade do meu sofá, da minha cama, do meu computador , meu deus da minha tv a cabo, da agua do meu bebedouro, dos chocolates do carrefour, isso sem falar daminha mae, ô maezinha! do papai da camila da mongalera inteira, dos shows e lugares de heavy metal pow aqui em Boa vista ta complicado se eu fosse uma forrozeira tava em casa, to aquyi ha quase 2 semanas saindo todo dia e até agora só vi um cabeludo com camisa do linkin park!!! isso nao eh nada até o reparador de carros do centro de manaus usa essas camisas sem ter a minima nocao de musica ainda que eh roque pauleira. Meu deus isso da um nervoso um aperto no coracao mas tudo bem...

Meus cds estao quase furado porque eu passo o dia ouvindo musica atépra v tv tafoda, que aqui soh pega globo.. soh presta jornal e malhacao, hehhe nao salva nada! fico lembrando cada detalhe dos shows que houveram em manaus em 2004...po me arrependi em naot er feito um diario no ano todo em 2005 workshop do kiko, show do angra, do shaman, os poucos do glory opera, ô gloru opera! nem pr'eles voltarem agora e ter logo um show, que eu to morrendo de saudade e tbm curiosa pra ouvir o qq esses meninos tem de novo para o publico manaurara hein? pow seja la o que for acredito que vai ser porraa e bem aceito pelo publicio daqui, nao que eles sejam pouco exigente mas alemde ter muita gente que paga pau pelo glory opera, o som deles eh bom cara, espero que o show do sepultura nao tenha sido antecipado porque assim que eu chegar quero logo comprar meu ingresso pra v ql eh..]

Voltando as lembras dico de vez enquando pensando o que cada um dos meus amigos estao fazendo. Bom a Samyra louca com certeza deve ta trabalhando, nunca vi alguem ir atras de emprego logo no inicio das ferias..comela fez ao contrario do fred que agora ta durmindo para de noite ir trabalhar, o casinha ou ta na casa da nancy ou ta indo malhar o andre ta na manaus energia sme fazer nada o dibo ta vendo algum seriado da sky ou durmindo a camila ou ta em casa durmindo ou ta na embrapa pegando briofitas ou ta na casa do marcio, o diego e o marcel estao em casa no computador ou vendo algum filme, o Rodrigo Mari deve ta em joao pessoa tomara que em alguma praia por que se ele for ele mesmo ta dumindo ou jogando videogame. O papai ta em casa vendo tv e a mamae ta no seconci, oj unior ta no computador reclamando domundo, maroja ta comendo tapioca o Renan ta se olhando no espelho, o rui viajou? se nao ta xingando os mulekes da lan houseo caio ta no msn "trabalhando", a rosa ta atras de tapioca oou vendo filme porno ahhaha os "vagabundos" estao na praça do congresso e o marcelo toando guitarra o augusto penteando o cabelo enquanto eu to aqui deitava numa rede ouvindo musica sem ter nada pra fazer. Só com a cabeça em alguns cantos de manaus.. que canto sera esse?
Descubra se for capaz.. Impossível voce adivinhar o que está passando pela minha cabeça, nao vejo a hora de chegar logo a semana que vem preu ir pra minha terrinha querida dar aqueeele agbrao na minha SUPERMÃE e no meu BigDad. TÕ comendo um bomboncitos de maiz cubiertos pé tipo nescau cereal soh que sem aquele gosto de isopor, muito mais gostoso eh venezuelano logico maseu queria que tivesse em manaus pelo um generico eu estaria satisfeita, agora vou ouvir as sagradas profecias de Jean Rothen!


Resenha do Livro "O abusado" de Caco Barcellos

O menino que cresceu do lado certo da vida errada

Caco Barcelos afirma que o seu último livro é uma tentativa de “copiar” os livros do escritor e repórter americano Gay Talese autor do livro “Os honrados Mafiosos, e do americano Ernest Hemingway autor de “Por que os sinos dobram?”. Depois dos livros-reportagem a “Revolução das Crianças”, sobre a Revolução sandinista e do sucesso de vendas do “Rota 66” publicado no ano de 1992, que traz nas suas 350 páginas denúncias sobre as ações da Policia Militar do Estado de São Paulo, Principalmente da Ronda Ostensiva Tobias Aguiar. O jornalista Gaúcho, Caco Barcelos nos contempla com mais um livro-reportagem que relata a história do Márcio Amaro de Oliveira, conhecido como Marcinho VP – O Dono do Morro Dona Marta.

O livro é o Abusado uma reportagem de extrema profundidade que conta em forma de romance, a história de uma criança que anos depois seria o imperador da favela Dona Marta, localizada na Zona Sul do Rio de Janeiro. O protagonista dessa não-ficção é Juliano VP (Codinome de um dos maiores traficante do Rio) que representava a terceira geração do Comando Vermelho (CV). Foi essa geração que levou o CV ao controle do tráfico de drogas na cidade maravilhosa.

Em busca de um cenário que representasse o controle do CV nas favelas, o autor fizera duas tentativas frustradas, primeiro foi na comunidade do Acari onde as negociações com os chefes não foram bem sucedidas, a outra foi na Rocinha onde morou por quatro semanas, por fim o autor conheceu a favela vertical Santa Marta, a mais íngreme da cidade e com um dos maiores contingentes humanos por metro quadrado do país.

No livro, Caco aborda de uma forma explicita o dia-a-dia daquela comunidade, como: As festas, as brigas, as traições, os tiroteios, as amizades e as mortes que infelizmente são comuns. Mostra a realidade de centenas de crianças e adolescentes que vivem uma subvida.

Com um texto coerente e fiel ao dialeto da favela. O livro é rico em detalhes, destaca as histórias de vida de alguns dos seus principais personagens. Prende o leitor, transportando-o para as vielas e becos de Santa Marta. Diante de tantos fatos desumanos o jornalista Caco Barcelos coloca em nossas mãos, a decisão e a responsabilidade de buscarmos a luz no final do túnel. Dizendo não! aos famosos tribunais do tráfico e as injustiças sociais.