Total de visualizações de página

quinta-feira, julho 18, 2013

O dia que os roqueiros não viram o rock



Eu to ligada que muita gente espera o post seguinte ao dia mundial do rock, quem dera eu estar mais feliz por ter presenciado a mais um momento histórico na música amazonense. Mas nem é bem assim, eu nem achei tão divertido esse ano. Mas vamos por parte, a partir do momento em que eu cheguei.
Não é sempre que o dia 13 de Julho cai no sábado e por infelicidade esse dia eu tava trabalhado, consegui ser liberada por volta das 17h, ainda dei uma passadinha na casa da avó pra tomar aquele suco de caju com torrada e cheguei La somente no show da Espantalho.
De cada já fui ficando impressionada com a multidão de roqueiros que brotara do ano passado pra cá, quando fui ficando há cerca de 100 m do palco eu já podia sentir a energia que aquela banda tava transmitindo naquele momento. Mano, eram mais de mil pessoas ensandecidas ouvindo e cantando (alto) Amanhecer Dirigindo... Foi foda, se alguém aqui já presenciou um momento desses, mesmo com outra banda, por favor, diga aqui, porque comigo, foi a primeira vez.
E olha que eu sou super de banda com a Espantalho, mas eu adoro, divulgo e pelo menos achei uma excelente ideia terem colocado pra tocar. Foda foi o Seta cagando o pau e impedindo de tocar o bis... Me lembra aquelas tretas que rolavam desde os tempos do Fronteira Norte que as bandas mais legais tocavam em horários escrotos e a banda do organizador é no melhor horário.
Em seguida foi a vez dos meus queridos da Playmobils, depois de anos de muita pegada esse powertrio não deixa ninguém parado. Queria eu ter tido bateria suficiente pra filmar o show e a roda monstra que foi se formando no decorrer das músicas. O show foi excelente, um dos melhores shows que vi da banda, engraçado, um assédio até a Carol. Hahahaha Super divertido essa energia da galera!
Trapos Velhos tocou em seguida e me fez afastar do palco, não é nada pessoal é que eu realmente não tava curtindo aquele som. Coisa de gente fresca mesmo, mas é que hoje em dia as coisas estão tão pra frente que não dá mais pra brincar de ser rock star.
Voltei a prestar atenção ao palco quando a Jarakillers começou a tocar, gostei da volta da banda, achei um gás bem legal, só precisaram de mais tempo de ensaio, mais entrosamento, segurança que os shows podem dar à banda. Já estava cansada, o lance dos dois palcos ficou muito legal mas é realmente muito longe, as pessoas precisavam priorizar de que lado ficaram porque ficar pra lá e pra cá toda hora, ficou meio cansativo.
Com a promessa da continuação do evento, eis que a maior cagada que eu posso ter visto ao lado dos 15 anos de organização da equipe para o dia mundial do rock. A bilheteria era liberada, afinal de contas eles tinham recebido verba pra fazer a festa e ainda uma continuação “para convidados”, no Nativos Bar.
O calor era de matar e o bar não estava equipado sequer com um copo d’água, cerveja ou refrigerante ela luxo. Ai chegou o senhor que se disse organizador do evento, com um taxi contando os equipamentos para enfim, aproximadamente cinco minutos do fim do dia mundial do rock.
Não contrataram bar, não contrataram som e ainda queriam cobrar R$10 por pessoa com a desculpa de pagar o “som”. PAUNOCU! É lógico que ninguém ia pagar, era dia mundial do rock mano, todo mundo queria se drogar, se agarrar, rolar no chão, fazer o caralho, menos pagar. E as pessoas não paravam de chegar, a banda derradeira a se apresentar era meus amigos da Infâmia que estavam desde cedo, de prontidão esperando para tocar.
O show foi até legal mas a pirataria que ele saiu deu uma brochada, mesmo assim, ainda era possível ver os gatos pingados que continuaram lá mesmo diante de toda secura, calor, silencio e escuridão que tava o lugar. Muito triste, um cara ficar mendigando dinheiro por não ter feito o próprio trabalho, coisa minutos antes se orgulhou de que “há quinze anos ele organiza aquela merda”.Se liga nas estruturas do evento, vide foto acima!
Posso ser saudosista e até barrista mas é que eu gosto dessa data, quem acompanha esse blog aqui sabe que eu não deixo de ir justamente pra conhecer e ver os roqueiros entocados dessa cidade. Conheci pessoas, fiz amigos nessa data, presenciei cenas de meus amigos em situações divertidas e até deploráveis. Não queria que ficasse escroteado desse jeito!
Eu não quero tá nessa cidade para ver o Dia Mundial do Rock de 2014 mas se estiver, com certeza esse cara vai ser bem cutucado se continuar fazendo essas merdas, festa antidemocrática, irresponsável, que nem a maioria desses bucetas que assumem as casas de show e acabam assassinando pouco tempo depois.

Nenhum comentário: