Total de visualizações de página

quinta-feira, setembro 29, 2011

Coçar e gozar é só começar

Esse não é um post defedendo a traição como o trocadilho do título tende a explicar, é simplesmente para dizer o quão forte é o prazer de coçar uma coceira. Sem nojo do gozo e do "coço", o fato é seja por picada de bicho, uma tatuagem nova ou a tradicional frieira entre os dedos do pé na hora que coça o esfrega-esfrega em qualquer canto pode ser tão prazeroso quanto um orgasmo. Mesmo podendo ter prazer por horas durante uma relação a hora do orgasmo na mulher pode ser altamente satisfatório. Coçando devagazinho, aumentando o ritmo, fazendo movimentos circulares, alternados, com mais intensidade esse prazer pode ser multiplicado. Tanto pelo alívio quanto pela satisfação propria a partir de um estímulo "externo".
Os homens defendem a punheta com a justificativa de que jogo é jogo e treino é treino. Justo, as mulheres que se masturbam com frenquencia tem certeza da diferença entre gozar e transar. Portanto a coceira pode ser transformada em masturbação permitida, claro que você não vai ficar 45minutos na parada do ônibus coçando o braço, as costas ou até a cabeça. Mas a possibidade de passar o tempo ocioso sentindo prazer é a mais frequente. Por isso meu povo, não tenha vergonha de coçar, meter a unha e se satisfazer.

Nota: a possibilidade de coceira no clitóris pode causar redundancia no ato e o efeito pode não ser finalizado com sucesso. 

Nenhum comentário: